UMA SOFRIDINHA NÃO FAZ MAL PRA NINGUÉM

“Não chora”. “Não sofra”. “Não fica triste”. “Não tem motivo pra isso”

 

Por quê, hein?

Eu sempre achei que as pessoas se preocupavam umas com as outras. Depois eu comecei a desconfiar que elas ficam desconfortáveis na presença de outro ser da mesma espécie em estado de sofrimento, por qualquer motivo, menos preocupação.

Você tá lá exercendo seu direito de estar infeliz e ninguém te deixa em paz. Querem fazer você tomar alho com alecrim e purpurina pra alegrar teu dia… Deixa a pessoa em paz. É incrível, mas tem gente que sofre só porque sim, e não pra chamar atenção. E você não precisa fazer nada a não ser que a pessoa te peça ajuda. Aí azar dela. Mas dica: só ajude se quiser de verdade. Fórmulas idiotas e conselhos podres, não.

Eu odeio gente que faz a linha sofredora, cruzes, que nojo. Mas as pessoas sofrem sim, e quando eu vejo alguém que eu gosto sofrendo (uns dois. Três no máximo) eu me preocupo. Mas quase nunca você vai me ver indo perguntar o que aconteceu. Não por descaso, mas por respeito.  E quando você vier me pedir ajuda, eu raramente vou pedir pra você parar de sofrer. Sofre sim. Inclusive meus conselhos têm sido “chora mesmo, chora pra caramba”. Por mais que pra você possa parecer uma puta falta do que fazer sofrer por determinadas coisas, pra quem ta sofrendo é horrível e parece que nunca vai passar. E permitir que a pessoa sofra pode ajudar fazer aliviar, ou até mesmo passar.

E tem campanha e mais campanha de “seja feliz e não sofra”, coisa mais idiota. Deixa as pessoas sofrerem, deixa as pessoas sentirem dor. Não o tempo todo porque motivos óbvios, mas todo mundo tem o direito de ser infeliz um diazinho ou outro. O país é livre, mas parece um crime ou uma inconstitucionalidade estar num dia péssimo.

E aí, você mesma acaba se convencendo de que ficar de baixo astral é baixo astral e que tem a obrigação de ficar bem. Começa a ser sua própria polícia surpresa e não permite certos pensamentos… aqueles pensamentos que passam por baixo dos pensamentos permitidos pela lei invisível da felicidade suprema. Aqueles que a gente acha que são errados, então soterramos por algo do tipo “não seja ruim” ou “não pense um absurdo desses”, ou “você nem tem motivos” mas, quando você chega às vias de se repreender, é porque em algum momento, mesmo que como um relâmpago, o pensamento proibido esteve lá. A gente acaba criando essas leis mentais, mas nós mesmos acabamos burlando o sistema. Graças a Deus!

Chora sim. Sofre sim. Fica triste sim. O motivo é válido sim.

 

nickass

Anúncios

Uma opinião sobre “UMA SOFRIDINHA NÃO FAZ MAL PRA NINGUÉM

  1. “Se você é feliz demais, e o tempo todo, alguma coisa há de errada em você”. Vi essa frase em algum lugar que já nem me lembro mais, só não diria “errada” – mas sim, estranha.
    Realmente, é muito irritante essa ideia de “sorria sempre”, mesmo que tudo esteja horrível para você.
    “Se você gosta de bater palmas para o sol, mesmo que as coisas estejam terríveis, parabéns! Só não encha o saco de quem prefere mandar ele se ferrar”. Essa é minha (eu acho) – do jeito que pensei, a primeira vez, têm umas palavras mais pesadas, mas essas servem também haha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s